Atividades ao ar livre e de auto(eco)conhecimento fazem parte da recreação de verão

img-20170118-wa0011

A recreação de verão da Escola tem tudo o que a criançada gosta: brincadeiras divertidas, expressão artística, atividades ao ar livre e de auto(eco)conhecimento, contato com a natureza e os animais. Tudo isso numa interação constante e diária com o bosque e os animais da Amigos do Verde. A programação segue até o dia 10 de fevereiro e as inscrições podem ser feitas por semana. Para os interessados em conhecer a Escola, esta é uma ótima oportunidade, porque a programação é aberta para crianças de outras instituições.

img-20170123-wa0004

Amigos do Verde denuncia impactos da obra da Cristóvão Colombo

queda-do-muro

A Escola Amigos do Verde ingressou com denúncia no Ministério Público Estadual – Promotoria de Justiça de Habitação e Defesa da Ordem Urbanística e Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude e ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-RS) sobre os impactos da obra da trincheira da Avenida Cristóvão Colombo na instituição.

Na ação, encaminhada no dia 9 de janeiro de 2017, a Escola acusa o não cumprimento de prazos e compromissos por parte da Prefeitura Municipal de Porto Alegre e da EPT, empresa construtora, e pede providências para a imediata finalização do muro que circunda o terreno e a devolução da sala liberada para a reconstrução de parte desse muro demolido pela obra.

A Escola também exige a reposição das placas de identificação – retiradas sem autorização e extraviadas – e respeito ao decreto nº 18.585 de proteção ambiental, não permitindo a remoção de mais árvores na reconstrução da parte do muro situado na Rua Honório Silveira Dias.

A direção afirma que há um descaso recorrente da Prefeitura e da construtora, desde o início das obras, há dois anos, e após um longo processo de tratativas e reuniões de negociação da Escola com representantes do governo municipal no ano passado.

O muro de pedra que circunda o terreno teve o segmento da Cristóvão demolido para permitir o recuo necessário para a construção da trincheira e o alargamento da via. Em agosto, esse lado do muro, que estava sendo reconstruído pela prefeitura/EPT, e em estágio final, quase encontrando a esquina com a Honório Silveira Dias, tombou.

Em consequência das intervenções nesse trecho, a parte do muro em frente à Honório, que estava em perfeitas condições até as obras começarem, sofreu uma inclinação, observada em junho de 2016. O laudo feito pelo engenheiro Ricardo Silva confirmou a responsabilidade da obra da trincheira pelos impactos e foi enviado à SMOV. Mas, no dia 30 de setembro, a Secretaria Municipal de Urbanismo notificou a Escola, solicitando a manutenção do muro em um prazo de 60 dias, colocando a Instituição como responsável pelas avarias evidenciadas.

Para a diretora Luna Behrends, “atitudes como estas demonstram descaso com um patrimônio histórico da cidade e falta de comprometimento e de respeito com uma instituição que tem uma trajetória de 33 anos, que atende hoje 200 alunos e é reconhecida (pelo Instituto Ashoka) como uma das 12 ‘escolas transformadoras’ do país”.

Feirão destaca produção dos alunos

capa

O Feirão da Escola Amigos do Verde aconteceu no dia 19 de novembro, com exposição e venda da produção dos alunos em diversas áreas de aprendizado. Nas bancas montadas no pátio da Escola, além do artesanato e dos jogos pedagógicos construídos pelas crianças a partir da utilização de material reciclado, com base nas suas ideias e escolhas, a culinária integral ganhou destaque.

A alimentação saudável faz parte do dia a dia da Escola que oferece uma dieta naturalista e mantém aulas de culinária inseridas nos projetos pedagógicos, com hortaliças plantadas e colhidas pelos próprios alunos.

Através do Programa Acampamento e Acantonamento, os alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental plantam, no mês de agosto, hortaliças – alface, rúcula, espinafre, cenoura, beterraba -, flores e temperos na Estação Experimental Isla Itapuã, em Viamão. As atividades desenvolvidas em Itapuã possibilitam um contato mais próximo das crianças com a natureza. O Programa tem como objetivo incentivar as famílias a praticarem uma alimentação mais natural, com o consumo de hortaliças e outros produtos sem uso de agrotóxicos.

ludo

Olimpíada 2016, integração no mês da criança

ol

As homenagens para as crianças da Escola Amigos do Verde se estenderam por todo o mês de outubro e estiveram de acordo com a proposta da Escola de proporcionar o desenvolvimento integral do aluno. A Olimpíada 2016 encerrou as comemorações do mês da criança.

Mais do que exaltar a competição, a Olimpíada da Escola Amigos do Verde valoriza a participação e o esforço de cada aluno, estimulando o companheirismo, a solidariedade e o respeito ao outro. O evento incluiu as famílias, que foram convidadas a participar de algumas atividades, como corrida e arremesso de cesta.

ol2

Lançado o Projeto Criança e Natureza

capa

Roda de conversa durante o Encontro Criança e Natureza – Foto Léo Oliveira Contursi

O Projeto Criança e Natureza foi lançado em Porto Alegre no dia 15 de setembro, na Escola Amigos do Verde, com apoio do Instituto Alana e em parceria com o Instituto Sementes ao Vento. A iniciativa se propõe a incentivar o acesso e a experiência direta da criança com a natureza – por meio do brincar livre e exploratório. Além de benefícios relacionados à saúde, o contato com a natureza contribui para o desenvolvimento integral da criança: intelectual, social, emocional, espiritual e físico. No encontro, também ocorreu o lançamento do “Sabiá Laranjeira – Clube Natureza em Família de Porto Alegre”, uma ideia que nasceu na Escola. O Clube busca restabelecer a conexão da infância com a natureza, com o objetivo de estimular, principalmente, famílias que não costumam frequentar as áreas verdes da cidade.

Tanto o Projeto quanto o Clube estão fundamentados no livro “A última criança na natureza”, do jornalista Richard Louv, fundador do “Movimento Criança e Natureza”, nos Estados Unidos – obra lançada no evento.

Participaram de uma de conversa sobre o tema a educadora Silvia Lignon Carneiro, fundadora da Escola Amigos do Verde e diretora geral do Instituto Sementes ao Vento; Laís Fleury, coordenadora do projeto no Instituto Alana; a médica psiquiatra Luciane Mendonça Ferreira; o geólogo Rodrigo Cybis Fontana/UFRGS; e a coordenadora da Educação Ambiental da SMAM, Jaqueline Lessa. O encontro contou com apresentação de canto e dança Mbyá-Guarani pelo grupo Nhamandú, da Aldeia de Itapuã, de Viamão, e uma feirinha de artesanato indígena com renda revertida para essa comunidade.

loc

Feira de artesanato indígena na Escola Amigos do Verde – Foto Léo Oliveira Contursi

A íntegra do evento está disponível nos links mais abaixo:

Para acompanhar e participar das ações do “Sabiá-Laranjeira – Clube Natureza em Família de Porto Alegre”, basta acessar a página no Facebook: http://www.facebook.com/Sabiá-Laranjeira

Informações importantes sobre a proposta estão também no site do Clube Criança e Natureza, com orientações para a organização de clubes, disseminando a ideia: http://criancaenatureza.org.br/nossas-acoes/clubes-natureza-em-familia/